Governo holandês não forçará a população a usar máscaras: “sem eficácia comprovada”

A ministra de Assistência Médica da Holanda, Tamara van Ark, disse que uma recente revisão do Instituto Nacional de Saúde do país mostrou que as regras de distanciamento social provam ser mais eficazes no combate ao coronavírus chinês do que o uso de máscaras.

“Como, do ponto de vista médico, não há eficácia comprovada das máscaras, o Gabinete decidiu que não haverá obrigação nacional de usar máscaras comuns”afirmou Tamara.

O microbiologista e epidemiologista Amrish Baidjoe condenou a decisão do governo e escreveu uma carta aberta pedindo que o uso de máscaras seja mandatório. “Eles têm dito que as máscaras não funcionam por muito tempo e isso é difícil mudar”, disse Amrish, conforme noticiou o Dutch News. No entanto, admitiu – ainda que implicitamente – que as máscaras no combate ao COVID-19 são incertas na eficácia: “faz parte da tendência de ser definitivo demais na comunicação sobre coisas que não são tão certas.”

Jaap van Dissel, chefe do Instituto Nacional de Saúde notou que usar incorretamente as máscaras pode até aumentar o risco de contágio da doença. “Então, pensamos que, se você usar máscaras (em um ambiente público) … deverá ter um bom treinamento para isso”, afirmou Jaap van Dissel.

Matéria original: Estudos Nacionais

Filie-se ao Movimento Conservador: www.movimentoconservador.com