Estados Unidos liberam todos os aeroportos para receber voos do Brasil

Voos saídos do Brasil 

O governo dos Estados Unidos vai reverter medidas em vigor desde 28 de maio para conter a disseminação do novo coronavírus, e  irá suspender na próxima segunda-feira (14), parte das restrições para voos saídos do Brasil.

O texto, disponível no Federal Register, o Diário Oficial americano, menciona o fim da exigência que voos pousem necessariamente em 15 aeroportos pré-definidos e que passageiros passem por uma triagem rigorosa para detectar a Covid-19.

A decisão foi tomada para permitir que esforços de saúde sejam melhor direcionados e para estimular o crescimento do turismo internacional, afetado fortemente pela pandemia da covid-19. Os Estados Unidos somam mais de 6,5 milhões de casos, incluindo 193.551 mortes.

“Especificamente, este documento encerra as restrições de chegada que são aplicáveis a voos transportando pessoas que recentemente viajaram ou estavam presentes dentro do República Popular da China (excluindo as Regiões Administrativas Especiais de Hong Kong e Macau); da República Islâmica do Irã; dos países do Espaço Schengen; do Reino Unido, excluindo territórios ultramarinos fora da Europa; da república de Irlanda; ou da República Federativa do Brasil”, diz o texto.

“Hoje temos um melhor entendimento sobre a transmissão da covid-19, que indica que sintomas baseados em processos de triagem tem eficácia limitada porque pessoas com covid-19 podem não ter sintomas ou febre no momento da triagem, ou apenas sintomas leves”, informou a embaixada dos EUA no Brasil.

Matéria original: Gazeta Brasil

Filie-se ao Movimento Conservador: www.movimentoconservador.com