Ataque hacker ao TSE roubou dados de 2020, diz jornal

O ataque hacker que expôs dados de servidores do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) foi capaz de acessar os dados de 2020, e não apenas de anos anteriores, como tinha sido divulgado inicialmente pela Corte.

A informação é do jornal O Globo, que diz que uma investigação conduzida pela Polícia Federal (PF) com colaboração do próprio TSE apontava que os dados eram antigos, do período entre 2001 e 2010.

Porém, até o determinado momento, já se sabe que, entre as informações vazadas, há dados de funcionários referentes a este ano.

Ainda segundo as investigações, o ataque deve ter sido ocorrido antes de 1° de setembro.

Tudo indica que o hackeamento foi feito a partir de Portugal.

A PF segue apurando se existe um movimento coordenado para atingir e desacreditar o processo eleitoral.

No último domingo, 15 de novembro, conforme registrou o Conexão Política, uma tentativa de ataque foi registrada para derrubar o site do TSE.

Matéria original: Conexão Política

Filie-se ao Movimento Conservador: www.movimentoconservador.com